Validação de sistemas computadorizados é tema de curso promovido pela ABIMO

Realizado em São Paulo, evento foi ministrado por Silvia Martins, que soma 14 anos de experiência na área

Dedicada à capacitação profissional da cadeia de saúde do país, a ABIMO realizou nos dias 8 e 9 de junho um curso voltado à área de validação de sistemas. Ministrado na avenida Paulista, um dos principais centros financeiros da cidade de São Paulo, o encontro envolveu as áreas de desenvolvimento, produção, qualidade, controle da qualidade, assuntos regulatórios, validação, engenharia, projetos e tecnologia da informação.

“Tivemos a oportunidade de estudar as teorias e os conceitos da área de validação de sistemas computadorizados, sempre tentando focar nos processos que envolvem os produtos para a saúde”, comenta a instrutora Silvia Martins que, responsável pelo cronograma das aulas, soma 14 anos de experiência profissional com a validação de sistemas computadorizados tendo, inclusive, elaborado um guia para validação em conjunto com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Com o objetivo de capacitar os profissionais do segmento a integrarem os times de projetos de validação de sistemas, o curso também impulsionou os participantes a melhorar suas técnicas de argumentação com fornecedores quanto ao escopo de entrega de documentos e funções importantes para que os sistemas sejam, de fato, validáveis.

Com carga horária de 16 horas, o primeiro dia do curso abordou principalmente os conceitos e as regras, apresentando todos os documentos que integram a rotina e o ciclo de vida necessário para que a validação do sistema seja consistente. Já no segundo dia, os participantes puderam colocar em prática o que foi aprendido. “No dia 9 concentramos nossos esforços nos treinamentos práticos. Fizemos análises de riscos, levantamos alguns cenários e fizemos três exercícios: qualificação de instalação, de operação e de desempenho”, explica Silvia.

No encerramento, foram apresentados alguns conceitos quanto à manutenção da validade e como é possível dar continuidade ao trabalho. Os alunos receberam material didático e certificado de participação.

Veja também