Projeto visa apoiar micro e pequena empresa e fomentar exportações

Em parceria com o portal B2Brazil – portal brasileiro de B2B (compras corporativas) destinado à exportação -, o Banco do Brasil lança um projeto inovador de apoio às micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras para o financiamento de estratégias de promoção comercial para exportação por meio de ações de marketing digital.

Essa iniciativa contribuirá para o atingimento da meta que Banco do Brasil fixou para 2016, de levar o crédito à exportação a 2690 empresas brasileiras, em operações de pré e pós embarque, assim como para o financiamento de promoção comercial. Esse número representa uma expectativa de crescimento de 10% em relação ao realizado em 2015. 2587 empresas já contrataram neste ano alguma operação de crédito com o BB relativa a comércio exterior.

Com este projeto, os clientes do Banco do Brasil poderão financiar sua estratégia de marketing digital, após avaliação cadastral, utilizando uma linha de crédito exclusiva, o Proger Exportação Promoção Comercial. O desenvolvimento das ações ficará a cargo da B2Brazil a partir do perfil da empresa e de seus produtos ou serviços, mercados-alvo com potencial de compra, posicionamento de mercado e objetivos negociais.

De acordo com a diretora de Soluções de Atacado do Banco do Brasil, Wilsa Figueiredo, “com a novidade, o objetivo do Banco é ampliar o acesso de empresas de menor porte ao mercado externo e incrementar as vendas no exterior daqueles que já estão acostumados a operar neste tipo de comércio, através do Proger Exportação, cujo agente operador exclusivo da linha de crédito é o BB”. Os recursos do Proger Exportação são oriundos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e o orçamento para 2016 chegou a R$ 140 milhões, um incremento de R$ 97 milhões em relação aos recursos autorizados para 2015, R$ 43 milhões, que foi utilizado integralmente.

“Dado o potencial de geração de resultados e as vantagens em relação ao marketing tradicional, as estratégias de marketing digital têm sido utilizadas cada vez mais por empresas em todo o mundo para incrementar seus negócios”, avalia a diretora do BB. Ela explica que já era possível financiar despesas decorrentes da participação em eventos comerciais no Brasil e no exterior. “Isso incluía remessa de mostruários e material promocional, aquisição de passagens aéreas, hospedagem, locação de espaço físico, montagem e ambientação de estande. Essa linha de crédito já significava um apoio representativo para o pequeno exportador, mas agora, esse apoio se torna mais amplo com o financiamento de marketing digital, o que permite às MPEs promover seus produtos, prospectar clientes e interagir com eles, ampliando mercados e conquistando o comércio internacional”, ressalta.

Veja também