Odontologia brasileira fortalece relações comerciais internacionais na AEEDC

Quinze empresas do Brasil estarão na feira que recebe representantes de mais de 150 países; evento acontece entre 1º e 3 de fevereiro

A indústria brasileira voltada ao setor odontológico estará em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre os dias 1º e 3 de fevereiro para participar da AEEDC, maior feira do segmento na região do Oriente Médio, África e Ásia. Compondo o pavilhão do Brazilian Health Devices (BHD), projeto de exportação da Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos (ABIMO) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), 15 empresas apresentarão seus portfólios interessadas no comércio com a região.

Entre as empresas participantes do BHD que fabricam itens para uso odontológico o volume de exportações entre janeiro e outubro de 2021 foi de US$ 31 milhões, o que representa 39,3% das exportações totais do setor no país. “Para a indústria brasileira, a participação na AEEDC é uma excelente oportunidade de fomentar novos negócios e fortalecer o relacionamento com os clientes já consolidados”, comenta Larissa Gomes, gerente de projetos e marketing internacional da ABIMO.

Esse é justamente o objetivo da DFL, uma das maiores fabricantes mundiais de anestesia injetável para uso odontológico. De acordo com Cristina Wolowski, consultora de negócios internacionais da marca, esse é o momento da retomada e o setor está ansioso pela volta dos encontros presenciais. Na opinião da especialista, o mercado árabe é um dos mais receptivos aos produtos brasileiros e estar em contato direto é fundamental. “Árabes e brasileiros têm uma ótima relação comercial e de confiança, o que é imprescindível para a construção de long term business, que é o que buscamos e precisamos para ter sucesso no mercado internacional”, destaca.

Concordando que a oportunidade de encontrar os parceiros pessoalmente é excelente para os negócios, Lygia Madi, gerente de relacionamento corporativo da Angelus, declara que a empresa está com alta expectativa pela participação no evento após dois anos de afastamento. “Devido ao nosso sólido relacionamento com os clientes, crescemos nesses mercados durante a pandemia. Mas como o contato pessoal conta muito, acreditamos que esse ano teremos uma boa retomada ao encontrar nossos parceiros para alinhar estratégias, falar de lançamentos e entender o momento que cada mercado está vivendo”, comenta. A marca leva cimentos biocerâmicos e produtos de fibra de vidro e clareadores para a AEEDC.

Mas as fabricantes brasileiras não seguem para Dubai apenas para fortalecer os vínculos já criados. Elas também buscam expandir seus negócios. Eduardo Campana, da Aditek, comenta que a fabricante de produtos de alta tecnologia para o ramo odontológico já tem bons contatos com países como Arábia Saudita, Azerbaijão, Egito, Emirados Árabes, Iêmen e Turquia, mas há ainda muito a ser explorado. “Estamos em busca de parceiros no Irã, Kuwait, Líbano e Qatar”, diz ele que reforça que esses mercados recebem muito bem os produtos brasileiros por enxergarem a possibilidade de adquirir qualidade somada a preço competitivo.

Outro ponto extremamente relevante da AEEDC é que por se tratar de um evento com caráter mundial e que recebe representantes de mais de 150 países, as relações comerciais não ficam restritas ao Oriente Médio e norte da África, como relembra Cristina. “Neste momento, com cancelamento de feiras na Europa, estamos agendando reuniões com distribuidores dessas outras regiões”, finaliza.

Sobre a ABIMO

A Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos (ABIMO) representa a indústria brasileira de produtos para a saúde que promove o crescimento sustentável no mercado nacional e internacional.

Fundada em 1962, a instituição conta com mais de 300 associados e surgiu a partir da ideia de 25 fabricantes de produtos médicos e odontológicos com o objetivo de fortalecer, organizar e regulamentar o segmento. Nesses anos de trabalho, a ABIMO expandiu suas operações de suporte à cadeia produtiva através de conselhos e grupos de trabalho, os quais respondem por todos os aspectos técnicos, operacionais e associativos do setor.

Sobre o BRAZILIAN HEALTH DEVICES

O projeto setorial Brazilian Health Devices, executado pela ABIMO em parceria com a ApexBrasil, tem como missão fomentar as exportações das indústrias de artigos e equipamentos da área da saúde. Brazilian Health Devices é a marca que reúne as indústrias exportadoras do setor e as representa internacionalmente.

Sobre a APEXBRASIL

A ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) tem a missão de desenvolver a competitividade das empresas brasileiras, promovendo a internacionalização dos seus negócios e a atração de investimentos estrangeiros diretos. A agência também coordena os esforços de atração de IED (investimentos estrangeiros diretos) para o país.

Serviço:
AEEDC
Data: 1º a 3 de fevereiro de 2022
Local: Dubai World Trade Centre – Dubai, Emirados Árabes Unidos
Mais informações AQUI

Veja também