MS quer ampliar a capacidade de fabricação de equipamentos médico-hospitalares

Franco Pallamolla, presidente da ABIMO e Ruy Baumer, presidente do SINAEMO e coordenador titular do BioBrasil / ComSaúde participaram na segunda-feira (8) de um debate promovido pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais), em São Paulo, com a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros. Mais de 400 empresários, representantes de entidades e de órgãos públicos estiveram presentes.

Em sua exposição, o ministro da saúde citou entre as metas a interligação pela informatização de todas as esferas de gestão do SUS (federal, estadual e municipal), intensificação da participação de brasileiros no programa Mais Médicos, modernização da atual forma protocolar de atendimento, incorporação de novas tecnologias sem aumentar os custos assistenciais, qualificação permanente aos profissionais da saúde e o fortalecimento das ações de prevenção de doenças e promoção da saúde, a fim de evitar ou combater sedentarismo, obesidade e enfermidades.

Sobre o setor de equipamentos médicos, o ministro comentou a respeito das Parcerias Público-Privadas (PPPs), afirmando que vai ampliar a capacidade de fabricação de equipamentos médico-hospitalares, levando-os às regiões que mais necessitam desses aparelhos.

Veja também