Fapesp busca parceria com empresas para Centro de Pesquisa em Manufatura Avançada

São Paulo, 25 de maio de 2017 – A Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) anunciou a abertura de edital para seleção de empresas ou consórcios de empresas que queiram se tornar parceiros da Fundação na criação de um Centro de Pesquisa em Engenharia em Manufatura Avançada.

O novo Centro de Pesquisa deverá desenvolver tecnologias capazes de otimizar as plantas fabris, além de estender aplicações automatizadas e integradas em toda a cadeia de valor e ciclo de vida do produto.

Pelo prazo de 90 dias, a Fapesp receberá propostas de empresas ou consórcios de empresas interessados em celebrar acordo de cooperação científica e tecnológica para constituição do Centro, no âmbito do Programa Centros de Pesquisa em Engenharia. As empresas ou os consórcios de empresas que vierem a ser selecionados firmarão um acordo e, em seguida, será lançada chamada conjunta para seleção de propostas de instituições de ensino superior e de pesquisa que sediarão os Centros de Pesquisas em Engenharia em Manufatura Avançada.

As atividades de cada Centro serão financiadas, por um período de até 10 anos, com recursos da Fapesp, da empresa ou consórcio de empresas e das universidades e institutos participantes. A empresa parceira participará da gestão do Centro de Pesquisa em Engenharia e, junto com a Fapesp, avaliará periodicamente suas atividades de pesquisa e desenvolvimento.

As empresas ou consórcios interessados podem contatar a Fapesp para esclarecer dúvidas e agendar encontros, utilizando para isso o endereço de e-mail manufatura.avancada@fapesp.br.

O anúncio da chamada foi feito em 11 de maio por Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fapesp, no espaço Manufatura Avançada da Feira Internacional de Máquinas-Ferramentas e Automação Industrial – Expomafe, promovida pela Abimaq (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos) e outras associações industriais. “Manufatura Avançada é de importância fundamental para a competitividade da indústria e de toda a sua cadeia produtiva”, disse Pacheco.

Ele destacou que, antes de tomar a decisão de criar o Centro, a Fapesp acompanhou de perto o que está acontecendo nessa área no mundo, mais especificamente com o programa alemão Indústria 4.0 e com o programa Advanced Manufacture, dos Estados Unidos, e manteve seguidos contatos com lideranças e associações industriais brasileiras.

“É uma decisão baseada em uma necessidade irreversível da indústria e do desenvolvimento brasileiro”, acrescentou, informando que a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) também deverão apoiar a iniciativa, de acordo com seus programas e práticas.

Pacheco sublinhou que os parques tecnológicos poderão ajudar na formação de consórcios, assim como o grupo de manufatura avançada da Abimaq poderá, ainda, sediar reuniões de empresas interessadas.

Clique aqui para acessar o edital da Fapesp dirigido às empresas interessadas

Veja também