Encontro em Campinas aborda impacto das cidades inteligentes

Donizetti Louro, consultor de tecnologia da ABIMO, palestrou sobre blockchain nos sistemas de saúde

A cidade de Campinas, no interior de São Paulo, recebeu, no dia 5 de junho, o encontro CITiS – Cidades Inteligentes através da Transformação Digital e Social. Realizado pelo CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações), o encontro promoveu um amplo debate sobre o impacto das cidades inteligentes no Brasil. Donizeti Louro, consultor de tecnologia da ABIMO, foi convidado para palestrar em um painel específico sobre blockchain.

“Abordamos a utilização de blockchain dentro da cadeia de saúde, principalmente em hospitais e clínicas inteligentes, e debatemos de que maneira a indústria pode, por meio de pesquisa e desenvolvimento, contribuir com esse novo cenário de transformação digital”, comentou Louro que dividiu o espaço com Lourran Carvalho, da N2M-Health; doutor Carlos Eduardo Silva, cardiologista; e Leandro Telles, da IMA, em um bate-papo moderado por José Reynaldo Formigoni Filho, do CPqD.

Para o consultor da ABIMO, as instituições de saúde devem investir em sistemas capazes de oferecer serviços com segurança se quisemos realmente avançar para um modelo mais real de cidades inteligentes. “A palavra de ordem é segurança. E o diferencial do blockchain é que essa é uma tecnologia que trabalha com números quânticos e esses números aleatórios geram ainda mais segurança”, pontuou.

Lembrando que estamos vivendo um momento de adequação à LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados, Louro lembrou que o sistema de saúde não tem como escapar dos debates sobre cibersegurança. “Qualquer instituição deve pensar em tecnologias que possam resguardar esses dados sensíveis”, afirmou.

Especialista no assunto, Louro acredita que essa temática é de grande valia para todos os atores da cadeia de saúde no Brasil. Para ele, abordar essas questões é extremamente útil tanto para a indústria quanto para hospitais e profissionais do setor. “Quanto mais falarmos, mais consolidaremos o nosso conhecimento”, finalizou.

Veja também