Empresas do BHD participam da 2ª edição do Design Export

Empresas associadas ao projeto Brazilian Health Devices, promovido pela ABIMO, em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), estão participando da segunda edição do Design Export, iniciativa da Apex-Brasil e do Centro Brasil Design, que tem como objetivo levar para a indústria nacional uma metodologia simples, didática e que oriente a empresa a inserir a inovação como parte do processo de desenvolvimento de novos produtos, utilizando o design como uma das ferramentas.

O Design Export é direcionado a indústrias de qualquer setor ou região que tenham a exportação como parte de sua estratégia de negócios e estejam interessadas em desenvolver produtos e embalagens voltados ao mercado internacional. As companhias Angelus, DFV Comercial e Industrial, Loktal, Medical Cirúrgica e a Timpel S.A. são as cinco participantes do projeto. “O design é um fator fundamental para a competitividade internacional. Esta edição atenderá a duas vezes mais empresas do que a anterior. Isso porque vimos que o programa traz excelentes resultados em termos de qualificação, acesso a novos mercados e até mesmo redução de custos para as empresas”, afirma Adriana Rodrigues, coordenadora de Competitividade da Apex-Brasil.

Os empresários recebem consultorias, capacitações, além de apoio técnico e financeiro para identificar a melhor oportunidade de inovação e os profissionais mais adequados às suas necessidades, por meio de um cadastro de escritórios de design. Os consultores orientam os empresários em todas as etapas do processo de desenvolvimento do novo produto ou da embalagem, subsidiando-os com a informação e o apoio necessários à gestão do processo e contribuindo para diminuir os riscos de lançamento da inovação no mercado.

Estudos realizados pela Confederação Nacional da Indústria indicam que 75% das empresas que investiram recentemente em design registraram aumento em suas vendas, sendo que 41% dessas empresas também conseguiram reduzir os custos, e é por isso que o programa capacita as empresas para a identificação de oportunidades de inovação e para a escolha dos escritórios de design mais adequados a cada perfil.

“Com esse programa, a Apex-Brasil e a ABIMO conseguiram transcender o apoio à inteligência e promoção comercial e estão proporcionando às empresas do BHD subsídio à estratégia de inovação e produção, com foco na exportação. Em um setor altamente tecnológico, oportunidades como esta são essenciais para aumento da competitividade das empresas no mercado internacional”, afirma Clara Porto, gerente de marketing e exportação da ABIMO. De acordo com a diretora executiva do Centro Brasil Design, Letícia Castro, a nova edição do programa contribuirá para que as empresas brasileiras conquistem um diferencial competitivo e consigam se destacar fora do país. “Nosso objetivo é fazer os empresários perceberem o valor do design enquanto agente transformador capaz de gerar inovação, agregar valor e possibilitar avanços estratégicos”, ressalta.

 

 

Veja também