Empresas brasileiras encerram participação na Medlab 2019 com sucesso

Ao longo dos quatro dias de evento em Dubai, o pavilhão nacional realizou 404 contatos comerciais; expectativa de novos negócios para os próximos 12 meses é de US$ 760 mil

As quatro empresas que compuseram o pavilhão brasileiro da Medlab 2019 encerraram a participação deste ano com uma expectativa de negócios girando em torno de US$ 760 mil para os próximos 12 meses. Durante o evento, realizado entre 4 e 7 de fevereiro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, as marcas fizeram 404 contatos comerciais e fecharam US$ 90 mil em negócios. A ida da indústria nacional para este que é o principal evento do setor de laboratório do Oriente Médio e do norte da África integra a agenda de ações do Brazilian Health Devices, projeto setorial executado pela ABIMO em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“Podemos notar o crescimento do evento tanto em tamanho quanto em quantidade de público. Com o setor em alta, a tendência é que a feira continue em evolução. Esse ano tivemos quase 40% de aumento na visitação ao nosso pavilhão. Nossos associados estão satisfeitos e com a expectativa de retornar em 2020”, comenta Karina Yamamoto, coordenadora de promoção comercial da ABIMO, lembrando que no primeiro dia as marcas brasileiras receberam a visita de representantes do Ministério da Saúde dos Emirados Árabes Unidos.

Prestigiando o evento, o embaixador do Brasil para os Emirados Árabes Unidos, Fernando Luís Lemos Igreja, enfatizou a energia das empresas brasileiras. “Percebemos um dinamismo impressionante da nossa indústria. Pelo que pude notar o evento gerou resultados concretos. Espero que isso aumente e desperte a vontade e o interesse de outras marcas do setor em conhecer as oportunidades disponíveis no oriente”, pontua.

Pelo segundo ano consecutivo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) acompanhou a participação do Brasil na Medlab. “A representante da Agência, Marcella Abreu, esteve presente primeiramente para ampliar o relacionamento com a nossa indústria e, também, para verificar de perto todas as novidades do setor”, explica Karina lembrando que Karen Fernandes Jones, diretora de operações do escritório regional da Apex-Brasil, também compareceu à feira.

Crescimento e consolidação de negócios – As marcas brasileiras mostraram-se satisfeitas com essa edição da Medlab. “A cada participação notamos o crescimento do evento e melhorias na qualidade do público visitante. Cerca de 95% dos nossos contatos são novos, o que permite a abertura de novos negócios”, comenta Eder Gatti, gerente de exportação da Lupetec.

Para a Labtest, que recebeu cerca de 200 pessoas nos quatro dias de evento, a participação foi surpreendente. “Essa é a feira que mais fechamos negócios. Tivemos reuniões muito interessantes que, com certeza, serão consolidadas em parcerias futuras”, diz Eliane Lustosa, presidente da marca.

Além da geração de novos prospects, a feira em Dubai é uma excelente plataforma para fortalecimento dos relacionamentos comerciais, como aponta Lilian Hidaka, gerente de qualidade, regulatório e produção da Bio Brasil: “Fizemos importantes novos contatos e revemos clientes que nos visitaram no passado”.

Em 2020 a Medlab será realizada entre 3 e 6 de fevereiro.

Veja também