Comprar da China agora requer agilidade

Com a forte demanda global, o preço dos respiradores disparou. Antes da pandemia pagava-se algo entre US$ 7 mil e US$ 8 mil pelo equipamento. Ontem, o valor já era de US$ 25 mil, atingindo até US$ 30 mil. “Há casos de fornecedores rompendo contratos, pagando multa, para vender a mercadoria por um preço maior para outro”, disse Franco Pallamolla, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos (ABIMO).

De acordo com Pallamolla, a demanda atual no Brasil pelos ventiladores pulmonares é maior do que produção nacional de um ano. A indústria local produz entre 10 mil e 12 mil respiradores, anualmente. “Só essa última demanda do Ministério da Saúde é de 15 mil”, afirmou.

Leia matéria na íntegra no Valor Econômico

Veja também