CNI cria Programa de Apoio à Indústria Brasileira

Com objetivo de aumentar a produtividade da indústria no cenário de crise econômica, a CNI (Confederação Nacional da Indústria), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), criou o Programa de Apoio à Indústria Brasileira para o Aumento da Produtividade (Indústria+Produtiva). A ideia é propor soluções para as empresas elevarem a produtividade e reduzirem custo de produção no curto prazo e com baixo custo de implementação.

O projeto piloto do Programa Indústria+Produtiva funcionou em quatro estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Ceará), onde foram selecionadas 18 empresas de médio porte – com faturamento entre R$ 3,6 milhões e R$ 20 milhões – de cinco setores: alimentos, confecção, calçados, metalmecânico e brinquedos.

O investimento por projeto foi de R$ 18 mil e a ideia era utilizar os recursos humanos e o maquinário existente na própria fábrica. Os consultores do projeto analisaram o processo produtivo de cada empresa e buscaram soluções inteligentes e de fácil aplicação para diminuir o desperdício de tempo, movimentação e recursos.

Na maioria das indústrias atendidas, havia excesso de estoque, disposição inadequada dos espaços de trabalho, falta de organização de peças, insumos e ferramentas, e ausência de padronização de cada etapa de montagem.

Agora o objetivo é dar escala ao programa, pois é preciso atender muito mais empresas de todo o Brasil. E para isso o SENAI assumirá o programa para levá-lo a todo o país.

Resultados do projeto

Entre 21% e 133% de aumento da produtividade (média de 42%)

Entre 13% e 70% de ganho em qualidade do processo produtivo (média de 41%)

Entre 13% e 34% de redução de custo de produção (média de 21%)

Proporção entre investimento e resultado: de 8 a 108 vezes

 

Clique aqui para ver alguns cases trabalhados pelo projeto e os seus resultados: https://youtu.be/E_IkPZ835QY

 

Caso queira mais informações sobre o Programa Indústria + Produtiva, entre em contato com João Emílio Gonçalves, gerente-executivo de Política Industrial da CNI: jgoncalves@cni.org.br

 

Veja também