Brazilian Health Devices participa de Missão Prospectiva no Japão

O Brazilian Health Devices, projeto executado pela ABIMO em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), está sendo representado, desde o último dia 7, pela gerente de marketing e exportação da ABIMO, Clara Porto, e a analista de promoção comercial, Larissa Gomes no ciclo de reuniões que compõem a Missão Prospectiva no Japão. No primeiro dia, houve um encontro com representantes do Ministério da Saúde japonês para a discussão de oportunidades para a indústria brasileira odontológica no Japão. Já no segundo dia, aconteceu uma reunião com o vice-presidente da JDTA (Japan Dental Trade Association), Kiyotaka Nakao, também CEO da empresa GC Dental, uma das cinco empresas mais importantes do mercado odontológico japonês. Houve reunião também na Federação Japonesa das Associações do Setor da Saúde, entidade que reúne todas as associações médicas japonesas. No país, existem algumas classificações de risco que podem ser feitas por certificadoras e não necessariamente por um único órgão como a Anvisa no Brasil. Essa foi uma iniciativa do Ministério da Saúde que começou a vigorar na década de 1980. Para fechar a agenda em Tokyo, ontem (9), aconteceu um encontro com Ana Paula Kobe, primeira secretária do setor comercial da Embaixada do Brasil no país, e com Akira Aihara, integrante do Secom.

Na manhã desta quinta-feira (10), a agenda em Osaka começou com a discussão de oportunidades para o setor médico-hospitalar. Em uma das reuniões, a ABIMO foi recebida pelo diretor da associação dos distribuidores da região de Osaka, Maeda. Em outro encontro, a ABIMO ouviu as demandas de importação do setor médico de uma grande trading, a Harada Corporation.

 

Veja também