Arab Health 2020 encerra com bons resultados para indústria brasileira

Em quatro dias de feira, pavilhão nacional firmou US$ 2,5 milhões em novos negócios

A indústria brasileira exportadora de produtos para a saúde começou 2020 com boas perspectivas internacionais. Presentes na Arab Health, segunda maior feira de saúde do mundo realizada entre 27 e 30 de janeiro em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, as 27 marcas que integraram o pavilhão nacional fecharam US$ 2,5 milhões em novos negócios com os 47 países que visitaram o espaço. A participação das fabricantes brasileiras no evento é uma das ações do Brazilian Health Devices, projeto setorial realizado pela ABIMO em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“A Arab Health está a cada ano mais representativa no cenário de saúde mundial. Nesta edição encontramos uma feira muito profissionalizada, com uma visitação intensa desde a abertura. E esses visitantes são de alta qualidade, ou seja, pessoas com poder de decisão que visitam a feira dedicados a fazer negócios”, menciona Larissa Gomes, gerente de projetos e marketing internacional da ABIMO.

Percepção da indústria brasileira – Satisfeita com a participação, a indústria brasileira estima firmar mais US$ 12 milhões em novos negócios provenientes da feira nos próximos 12 meses. A expectativa alta se dá pela grande movimentação vivenciada nos quatro dias do evento, visto que neste tempo foram realizadas 2.385 reuniões com potenciais clientes, sendo que desse montante 1.775 eram novos contatos.

Estar presente ano após ano na Arab Health é a estratégia da Baumer para consolidar sua presença no cenário externo. “Esse ano percebi que o fluxo de pessoas aumentou com relação a 2019. Notei, também, que muitas empresas que estiveram no evento ano passado retornaram nessa edição para continuar as negociações. Por isso a continuidade é tão importante”, comenta André Barros, consultor executivo da marca, reforçando que recebeu executivos de toda a Ásia durante a exposição.

A Dorja se ausentou nos últimos anos, mas voltou em 2020 preparada para extrapolar suas fronteiras. Para Dorival Dagir, o retorno da marca ao território árabe é muito importante. “Participamos em 2008 e foi muito profícuo, mas chegamos a um ponto em que precisávamos investir em certificações internacionais. Ano passado obtivemos essa conquista e, portanto, voltamos à Arab Health”, explicou.

Enquanto muitas empresas já conheciam a atmosfera da Arab Health, algumas outras – como a Mazzaferro – estreavam no evento. “Achamos a feira extremamente apropriada ao nosso escopo de trabalho. Sentimos que esse é um evento focado em negócios que nos conecta a uma região onde a Mazzaferro ainda não estava presente”, diz o CEO Claudio Mazzaferro reforçando que a marca está interessada em participar novamente em 2021.

A plataforma de business promovida pela Arab Health foi sentida pela maioria dos participantes do evento. A cada edição a feira recebe mais de 55,5 mil participantes com um pavilhão de exposições que abriga cerca de 4.150 empresas. Em 2021 o evento será realizado entre 1º e 4 de fevereiro.

 SOBRE O BRAZILIAN HEALTH DEVICES

O PS (Projeto Setorial) Brazilian Health Devices, executado pela ABIMO em parceria com a Apex-Brasil, tem como missão fomentar as exportações das indústrias de artigos e equipamentos da área da saúde. Brazilian Health Devices é a marca que reúne as indústrias exportadoras do setor e as representa internacionalmente.

SOBRE A ABIMO

A ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios) é a entidade representante da indústria brasileira de produtos para a saúde que busca promover o crescimento sustentável do setor no mercado nacional e internacional.

SOBRE A APEX-BRASIL

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, e visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira.

 

Veja também