ABIMO lança campanha nacional de valorização e fortalecimento da indústria brasileira

Saúde feita no Brasil tem o objetivo de mostrar a importância, a qualidade e as vantagens de consumir os dispositivos médicos feitos no Brasil

São Paulo, julho de 2020 – Segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a indústria brasileira da saúde é composta por 90% de capital nacional. Independentemente do fato, as empresas instaladas no país têm muitos pontos em comum. Elas inovam, desenvolvem, possuem tecnologia e capacidade para atender às demandas, inclusive diante do atual panorama.

Partindo dessa definição, a Associação da Indústria de Equipamentos Médicos, Hospitalares, Odontológicos e de Laboratórios (ABIMO) apresenta sua campanha nacional de valorização e fortalecimento da indústria brasileira: Saúde feita no Brasil. Mais que do que uma ação, trata-se de um chamado para que empresas, profissionais e clientes da indústria de saúde fiquem unidas e incentivem a compra local.

A primeira iniciativa é o Manifesto no qual são destacadas as qualidades da indústria e o que é preciso para manter sua competitividade e sustentabilidade: suporte de políticas econômicas e de inovação e diminuir a dependência das importações, estimulando o consumo por produtos locais. A assinatura da Saúde feita no Brasil, resume o conceito da iniciativa: “Escolha o produto nacional. Contribua para a retomada do Brasil”.

Para o movimento nas redes sociais foi desenvolvida uma hashtag exclusiva, #saudefeitanobrasil, que estará presente em todos os materiais como posts de imagens, divididos por diferentes aplicações, e vídeos com depoimentos não só da ABIMO, mas também de representantes dos quatro setores (Médico-Hospitalar, Odontológico, Laboratório e Reabilitação), destacando o que a indústria brasileira tem de melhor. Após o lançamento, os associados ABIMO serão convidados a produzir vídeos para a campanha.

Além disso, a Saúde feita no Brasil também criou selos para uso dos associados que podem ter as mais diferentes aplicações (embalagens, folders, cartazes, entre outros).

Clique aqui para acessar o drive com o material da campanha.

Veja também