Conhecimento e tecnologia encantam convidados internacionais do Projeto Imagem

Delegação com membros da Argentina, Peru e Colômbia aproveita semana da
Hospitalar para aprender mais sobre o segmento da saúde do Brasil

Além de dezenas de cartões de visitas, os seis integrantes da delegação latino-
americana que visitou São Paulo essa semana vão levar na bagagem um enorme
conhecimento técnico sobre as empresas, a tecnologia e as tendências brasileiras no
setor da saúde. A convite da ABIMO, eles participaram da iniciativa promovida pelo
Brazilian Health Devices, projeto setorial executado pela Associação em parceria com
a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).
Depois de elogiar a organização da viagem, citando o conforto e os horários, o
jornalista argentino Hernán Aranzana enfatizou que aprendeu muito sobre inovação
tecnológica nos últimos dias. “A visita ao hospital Sírio Libanês foi incrível. Saí feliz em
saber que na América do Sul há uma entidade de tamanha envergadura e importância.
Fomos muito bem recebidos lá e o chefe da Cardiologia nos explicou vários
procedimentos”, diz ele, que trabalha para a revista CISALUD.
Segundo Aranzana, a visita ainda renderá outros frutos para o mercado argentino.
“Juntei muitos contatos e quando eu voltar a Buenos Aires, quero convidar empresas
para participar do nosso portal, para ter uma presença na mídia do nosso país”,
completou o jornalista.
“Esse trabalho é essencial para a imagem da saúde no Brasil, influenciando
diretamente na boa aceitação do produto brasileiro no exterior”, explica o responsável
pelo departamento de Acesso a Mercados Internacionais da ABIMO, Rafael
Cavalcante. Voltada à divulgação da imagem da saúde brasileira, a ação se concentrou
em alguns dos maiores compradores de equipamentos médicos fabricados no Brasil.
Para Cavalcante, a ideia era mesmo de que a comitiva de formadores de opinião
pudesse ter um panorama das soluções oferecidas por fabricantes de dispositivos
para a saúde e por hospitais de referência no Brasil.
De acordo com a declaração do peruano Alejandro Chang Farfán, gerente de Marca do
Diario Médico/Top Medical, a estratégia foi cumprida. “Visitamos a planta de Fanem e
vimos que eles têm um sistema excelente de trabalho. São líderes e estão presentes
no Peru, onde hospitais e clínicas compram seus produtos, então me interessei em
conhecê-los”, disse o jornalista a respeito da multinacional brasileira que exporta para
mais de 135 países.
Durante a visita a fábrica da Fanem em Guarulhos, no último dia 22, a comitiva
passeou pela linha de produção de equipamentos neonatais e laboratoriais,
conhecendo a moderna linha de produção, os elevados padrões de qualidade e testes
empregados na fabricação dos produtos. Assistiu ainda uma apresentação sobre a
história da Fanem e um retrospecto de sua atuação desde a fundação em 1924.

Uma das quatro integrantes da comitiva colombiana, a Gerente Geral do Hospital
Infantil Los Angeles, Dra. Doris Sarasty, afirmou que o Brasil é referência para o
mercado de saúde no seu país. “Eu gosto muito do trabalho que está sendo feito pela
indústria brasileira. Já levamos equipamentos para meu hospital que compramos aqui
na feira Hospitalar”, relata a médica, enfatizando a relevância da Hospitalar para a
saúde colombiana “É a feira mais importante da América”.
Sarasty também é da diretoria da Asociación Colombiana de Hospitales y Clínicas, que
segundo ela, reúne cerca de 300 hospitais de alta complexidade do país. “O contato
com as outras associações que tivemos com essa oportunidade do Brazilian Health
Device também foi muito rico para nós”, completou.

Veja também